Calças com Elástico

Calças em tecido dupla face. Cós em elástico, dois bolsos laterais e um nas costas.

Quantidade

1

Mais info

Sobre o produto

Tecido Principal: 70% lã, 30% poliéster
Forro: 100% algodão

B0
Cintura - 35cm
Anca - 48cm

B1
Cintura - 39cm
Anca - 50cm

B2
Cintura - 41cm
Anca - 53cm

B3
Cintura - 43cm
Anca - 55cm

B4
Cintura - 45cm
Anca - 56cm

B5
Cintura - 47cm
Anca - 57cm

Lavar à mão.
Não usar lixívia/branqueador.
Não utilizar máquina de secar roupa.
Engomar a um máximo de 150 °C.
Pode limpar a seco.

Envios em 1 a 3 dias úteis após confirmação de pagamento.

Aceitam-se trocas ou devoluções de artigos até 45 dias após data da receção do artigo. O pedido de troca ou devolução deverá ser feito para o email shop@burelfactory.com. O produto deve ser devolvido para a morada fornecida, nas mesmas condições em que o recebeu e acompanhado da respetiva fatura e comunicação por email dos dados de envio da devolução, número de seguimento e transportadora. Todos os custos de devolução são suportados pelo cliente.

Se a encomenda chegar nas mesmas condições em que foi enviada, e o cliente não pretender trocar por outro artigo, dar-se-á início ao processo de reembolso através de transferência bancária para países comunitários.

As devoluções feitas para países extracomunitários serão feitas via PayPal.

Produto com defeito:
O cliente devera enviar uma fotografia do estado em que o produto chegou para shop@burelfactory.com.

EXCLUSIVIDADE

Esta peça é 1 de 100, e por isso limitada às quantidades que produzimos de forma consciente, para lhe oferecer algo único e especial.

FEITA A VÁRIAS MÃOS

Assumindo o ciclo completo da lã na nossa fábrica, uma coleção que é feita por pessoas, várias pessoas, que tecem, costuram, bordam e colocam toda a arte de trabalhar a lã na mestria que têm nas mãos - com parceiros de confecção que seguem os mesmos padrões.

CONSCIENTE E SUSTENTÁVEL

A lã dos nossos tecidos provém das ovelhas felizes que pastam livremente nas montanhas da Serra da Estrela. A produção é feita em teares do início do século XX, por várias mãos que ainda hoje conservam a mestria do tempo em que a industria se fazia à mão, adapatando a produção de forma consciente e equilibrada.